/ Julho 9, 2020

A Cáritas de Coimbra está a preparar o regresso do projeto DAPAS cumprindo as devidas normas de segurança e higienização. Este projeto viu o início da implementação do seu piloto interrompido devido à instalação do estado de emergência causado pela pandemia da COVID-19.

O projeto que reúne os resultados de sucesso de projetos anteriores de soluções AAL (Ambient Assisted Living) tinha já recrutados utilizadores para receberem o sistema DAPAS durante um ano nas suas casas. Esta solução inovadora é baseada nas necessidades dos idosos e pretende melhorar a sua qualidade de vida. A Cáritas de Coimbra tem a responsabilidade de testar com 40 participantes a eficácia e aceitação deste sistema.

Cada utente que irá participar no projeto receberá um tablet com um sistema que lhe facilitará a vida diária, a comunicação e aumentará a sua segurança. Dada a interrupção abruta desta fase do projeto, a Cáritas de Coimbra está neste momento a preparar os pacotes para entrega aos utentes através do Serviço de Apoio domiciliário e com uma sessão de videochamada iniciada para dar as instruções aos participantes. Também os familiares estão a receber instruções para instalarem a aplicação DAPAS para poderem contactar à distância através do sistema de mensagens ou chamadas com os seus familiares.

O contacto com os utentes é feito somente pela equipa especializada, com a utilização constante de máscaras e luvas. Todos os equipamentos são desinfetados antes da sua entrega. Pretende-se assim dar continuidade ao piloto do projeto e uma resposta à solidão e ao isolamento que esta pandemia trouxe às pessoas mais velhas.

O DAPAS é cofinanciado pelo Programa Europeu AAL (Active Assisted Living – ICT for Ageing, 2017) e, no caso português, pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Share this Post